Teresina conta agora com um sistema de cadastro de entidades que trabalha com políticas voltadas às mulheres. O sistema foi desenvolvido pela Empresa de Processamento de Dados da Prefeitura (Prodater) e já está em funcionamento. Denominado “Mulher The”, o sistema traz todas as informações cadastrais de cada entidade, tais como endereço, telefone, conselhos aos quais as entidades estão ligadas, público-alvo e fontes de financiamento.

Segundo o diretor-presidente da Prodater, Eduardo Aguiar, o sistema foi elaborado a pedido da própria Secretaria da Mulher para ter uma base de dados das entidades que atuam voltadas para o público feminino. “A Prefeitura tem buscado modernizar a gestão nas secretarias, para buscar uma base de dados que possam promover um atendimento mais ágil à população. Com esse sistema desenvolvido pela Prodater, a Secretaria da Mulher vai poder ter o controle das entidades que trabalham com mulheres”, explica. O sistema foi desenvolvido pelo programador da Prodater, Edmilson Frank.

Para Marcilane Gomes, secretária municipal da Mulher, o programa atende a uma necessidade da Secretaria em ter uma base de dados organizada de todas as entidades que trabalham com mulheres. “Temos muitas entidades que trabalham com o público feminino, muitas delas não conhecemos. Então, esse programa vai organizar essa base de dados, para que possamos saber quais os serviços executados, quem são essas mulheres, e todas as informações necessárias para monitorar e implementar as políticas públicas para as mulheres”, destacou.

Pelo sistema “Mulher The”, a própria entidade deve fazer seu cadastro junto à Secretaria da Mulher. Para isso, basta acessar o mulherthe.teresina.pi.gov.br e fornecer todas as informações solicitadas.