A computação em nuvem é o fornecimento de serviços de computação – servidores, armazenamento, bancos de dados, rede, software, análise e muito mais – pela Internet (“a nuvem”). As empresas que oferecem esses serviços de computação são denominadas provedoras de nuvem e costumam cobrar pelos serviços de computação em nuvem com base no uso, da mesma forma que você seria cobrado pela conta de água ou luz em casa.

Usos da computação em nuvem

Provavelmente você está usando computação em nuvem neste momento, mesmo sem perceber. Se você usa um serviço online para enviar email, editar documentos, ver filmes ou TV, ouvir música, jogar ou armazenar fotos e outros arquivos, é provável que a computação em nuvem esteja nos bastidores possibilitando tudo isso. Os primeiros serviços de computação em nuvem têm somente uma década, mas diversas organizações – de pequenas start-ups a corporações globais, de agências do governo a empresas sem fins lucrativos – estão adotando essa tecnologia por diversos motivos. Veja aqui algumas coisas que você pode fazer com a nuvem:

  • Criar novos aplicativos e serviços
  • Armazenar, fazer backup e recuperar dados
  • Hospedar sites da Web e blogs
  • Transmitir áudio e vídeo
  • Fornecer software sob demanda
  • Analisar dados para padrões e fazer previsões

Principais benefícios da computação em nuvem

A computação em nuvem é uma grande mudança na forma tradicional que as empresas pensam em recursos de TI. O que há de diferente na computação em nuvem? Por que a computação em nuvem é tão popular? Conheça seis motivos comuns pelos quais as organizações estão aderindo aos serviços de computação em nuvem:

1. Custo

A computação em nuvem elimina o gasto capital de compra de hardware e software e instalação e execução de datacenters locais – racks de servidores, eletricidade com disponibilidade permanente para energia e resfriamento, especialistas de TI para gerenciamento da infraestrutura. Isso pode impulsionar seus negócios.

2. Velocidade

A maior parte dos serviços de computação em nuvem é fornecida por autosserviço e sob demanda, para que até grandes quantidades de recursos de computação possam ser provisionadas em minutos, normalmente com apenas alguns cliques, fornecendo às empresas muita flexibilidade e aliviando a pressão do planejamento de capacidade.

3. Escala global

Os benefícios dos serviços de computação em nuvem incluem a capacidade de dimensionamento elástico. Em termos de nuvem, isso significa fornecer a quantidade correta de recursos de TI, por exemplo, mais ou menos energia de computação, armazenamento e largura de banda, quando necessário e no local geográfico correto.

4. Produtividade

A computação em nuvem exclui a necessidade de muitas dessas tarefas para que as equipes de TI possam usar o tempo delas para alcançar metas de negócios mais importantes. A computação em nuvem remova a necessidade de muitas destas tarefas, para que as equipes de TI possam acelerar o tempo ao obter metas de negócios mais importantes.

5. Desempenho

Os maiores serviços de computação em nuvem são executados em uma rede mundial de datacenters seguros, que são atualizados regularmente com a mais recente geração de hardware de computação rápido e eficiente. Isso oferece diversos benefícios em um único datacenter corporativo, incluindo latência de rede reduzida para aplicativos e mais economia de escalonamento.

6. Confiabilidade

A computação em nuvem facilita e reduz os custos de backup de dados, recuperação de desastre e continuidade dos negócios, já que os dados podem ser espelhados em diversos sites redundantes na rede do provedor de nuvem.

Fonte: Azure/Microsoft